Home Mundo Cristão Pela primeira vez cristãos evangélicos são maioria em El Salvador, diz pesquisa

Pela primeira vez cristãos evangélicos são maioria em El Salvador, diz pesquisa

O CID Gallup aponta que 44% dos salvadorenhos se identificam como evangélicos e 38% como católicos.

El Salvador é um país de maioria declaradamente cristã. Atualmente, essa população está dividida entre católicos e evangélicos na nação da América Central com 6,5 milhões de habitantes.

Para saber a proporção de fiéis entre as duas linhas, uma pesquisa CID Gallup realizada em El Salvador que avaliou a gestão do governo e o presidente de El Salvador, incluiu perguntas sobre religião praticada entre a população. O objetivo, segundo a empresa, foi levantar outros temas de importância social dentro do projeto do país.

A empresa perguntou aos entrevistados em que religião eles nasceram e qual fé eles praticam atualmente. “Do número total de adultos, quase três em cada cinco dizem ter nascido sob liderança católica”, diz o pesquisador, mas ressalta que “os evangélicos são a religião preferida dos salvadorenhos”.

Em seu relatório final, o CID Gallup diz que “é interessante ver a perda dos fiéis do catolicismo ao longo dos anos e saber que, enquanto 66% daqueles com mais de 40 anos nasceram católicos, entre aqueles com menos de 24 anos, apenas 38% o fizeram”.

Um dos pontos da pesquisa aponta que “a igreja católica perdeu 17 por cento dos seus fiéis, passando a ser a número dois dos salvadorenhos”.

Atualmente, 44 por cento de salvadorenhos se identificam como evangélicos, 38 por cento como católicos e 3 por cento de outras religiões. 15 por cento diz não saber ou que está em conflito sobre o tema.

A empresa responsável pela pesquisa perguntou qual a “religião” e “qual é a profissão de fé atualmente”.

El Salvador é um dos países mais pobres da América Latina. A Igreja Evangélica salvadorenha é reconhecida por suas ações sociais: entrega de alimentos básicos, ajuda a vítimas de tragédias e aos doentes.

“Nossa batalha, diz a palavra, não é contra sangue e carne, mas contra reviravoltas espirituais do mal e temos que trabalhar para que o evangelho avance: a palavra de Deus”, diz Jorge Aguirre, pastor da Igreja Gamaliel.

“Se promovêssemos amor entre casamento, respeito conjugal, não-divórcio, respeito pelos filhos e respeito por nossos filhos, poderíamos catapultar nossa sociedade para a próxima geração para ter um grande desenvolvimento em nosso país”

diz o pastor Numa Rodezno.

Fonte: EL MUNDO E CBN

- Advertisment -

Popular

Pastor cubano é solto após mais de 1 ano preso por não enviar filho a escola comunista

A Comissão da Liberdade Religiosa dos EUA saudou a libertação do pastor Ramón Rigal e pede a soltura do...

Muçulmano aceita Jesus após oração de enfermeiras na ala da Covid-19, na Arábia Saudita

Infectado pelo coronavírus, o homem estava internado na UTI de um hospital da Arábia Saudita e recebeu oração de...

A igreja somali está crescendo?

Sim, mesmo com uma população 99% muçulmana espalhada pelo Chifre da África, a igreja tem se expandido entre os somalis

Igreja protestante perde milhares de fiéis na Alemanha, segundo relatório

O documento diz ainda que a quantidade de admissão de novos membros também foi a menor desde 1991 As...