Home Mundo Cristão Igreja protestante perde milhares de fiéis na Alemanha, segundo relatório

Igreja protestante perde milhares de fiéis na Alemanha, segundo relatório

O documento diz ainda que a quantidade de admissão de novos membros também foi a menor desde 1991

As estatísticas anuais da Igreja Evangélica da Alemanha (Evangelische Kirche na Alemanha, EKD, a principal igreja protestante) mostram que 221.338 membros anunciaram sua saída em 2018. O número é 12,2% a mais que no ano anterior.

A principal igreja protestante alemã já havia mencionado o número previsto de cerca de 220.000 saídas de fiéis, e agora confirma que os números oficiais são ainda piores.

O número de pessoas que deixaram as igrejas regionais foi apenas maior em 2014, com 270.000.

Em 31 de dezembro de 2018, as 20 igrejas regionais que pertencem à EKD tinham 21,1 milhões de membros, em comparação com os 23 milhões de membros da Igreja Católica Romana.

A quantidade de admissão de novos membros também foi a menor desde 1991, diz o relatório

Saídas

A Igreja Evangélica de Bremen (1,5% dos membros), bem como a Igreja do Norte e a Igreja Evangélica Berlim-Brandemburgo-Alta Silésia Lusácia (cada 1,4%) tiveram a maior cota de saída de membros.

Enquanto isso, as proporções mais baixas de evasão foram registradas pela Igreja Reformada Evangélica (0,6%) e pelas igrejas regionais de Anhalt, Lippe e Westphalia (0,7% cada).

Houve 41.492 admissões nas igrejas protestantes (incluindo batismos de adultos) em 2018, o número mais baixo desde a reunificação da igreja em 1991.

A participação nos cultos aos domingos atingiu uma nova baixa, informa a EKD. Em 2018, uma média de 3,2% dos membros, cerca de 684.000, foi à igreja. No ano anterior, a participação era de 3,3% e, em 2016, 3,5%.

A proporção de fiéis foi maior nas igrejas estaduais da Saxônia (6%) e Württemberg (4,2%). No entanto, ambos tiveram declínios acima da média.

Como nos anos anteriores, os menos populares são os cultos nas igrejas do norte e oeste da Alemanha: Bremen e Vestfália (2,5% cada), Igreja do Norte e Renânia (ambos 2,4%) e Oldenburg (2,2%).

As igrejas regionais de Hannover (2,7%) e Schaumburg-Lippe (3,1%) foram as únicas que registraram um ligeiro aumento.

A Igreja Católica Romana manteve seus números, com uma média de 9,3% de seus membros participando da missa de domingo.

As cerimônias religiosas também declinaram consistentemente. Houve 167.187 batismos (2017: 176.239); 41.983 cerimônias de casamento (2017: 42.987); 268.589 enterros de igrejas (2017: 271.156) e 169.471 jovens foram confirmados (7.000 a menos que em 2017).

- Advertisment -

Popular

Pastor cubano é solto após mais de 1 ano preso por não enviar filho a escola comunista

A Comissão da Liberdade Religiosa dos EUA saudou a libertação do pastor Ramón Rigal e pede a soltura do...

Muçulmano aceita Jesus após oração de enfermeiras na ala da Covid-19, na Arábia Saudita

Infectado pelo coronavírus, o homem estava internado na UTI de um hospital da Arábia Saudita e recebeu oração de...

A igreja somali está crescendo?

Sim, mesmo com uma população 99% muçulmana espalhada pelo Chifre da África, a igreja tem se expandido entre os somalis

Igreja protestante perde milhares de fiéis na Alemanha, segundo relatório

O documento diz ainda que a quantidade de admissão de novos membros também foi a menor desde 1991 As...