Home Notícias Ator Terry Crews se une a mais de 1,5 milhão de pessoas...

Ator Terry Crews se une a mais de 1,5 milhão de pessoas contra rede de pornografia

Uma gigantesca plataforma de pornografia está sendo acusada de promover o abuso sexual de mulheres e menores de idade.

Enquanto ativistas progressistas de costa a costa dos EUA pedem o corte do financiamento da polícia, o ator Terry Crews quer um dos maiores site de pornografia do mundo pare de receber os milhões de dólares que atrai.

Em um tweet com letras em caixa alta publicado esta semana, o ator que ficou conhecido por sua atuação em séries como “Todo Mundo Odeia o Chris” e apresentando o programa “America’s Got Talent” publicou a breve mensagem e marcou o grupo de combate à pornografia ‘Fight the New Drug’ (‘Lute Contra a Nova Droga’).

“CORTEM O FINANCIAMENTO DO PORNHUB”, publicou Crews em seu Twitter.

Com esse tweet, Crews aparentemente endossou a petição de rápido crescimento, que exige o fechamento da plataforma Pornhub. O apelo, que já recebeu 1,5 milhão de assinaturas de 192 países diferentes, foi iniciado pela ativista Laila Mickelwait, diretora de abolição do Exodus Cry, em resposta ao fato de que o site de propriedade da MindGeek está lucrando com o tráfico sexual e com o abuso de mulheres e crianças.

“Cara, não”, respondeu um usuário do Twitter. “A masturbação é saudável, o amor próprio é saudável. O Pornhub oferece plataformas seguras para profissionais do sexo. Isso sem falar dos artistas que foram expulsos do Tumblr e agora geram receita para eles. Existem problemas com a indústria? Certamente. Mas condenar o Pornhub é a resposta? Não”.

O problema, porém, é que a argumentação desse e outros internautas que apoiam a plataforma de pornografia está equivocada. Mickelwait disse à Faithwire que ouviu de vários atores e produtores do ramo da pornografia que estavam retirando seu conteúdo do Pornhub porque a plataforma estava “lucrando com o estupro e o tráfico de mulheres e crianças”. Isso mostra que o site está longe de ser uma plataforma “segura”.

E, para ficar claro, os produtores de pornografia não foram “expulsos” do Tumblr apenas porque o site não queria publicar conteúdo explícito. Em vez disso, assim como o Pornhub, o site de microblog havia se tornado uma fossa de pornografia infantil.

Até Jenna Jameson, ex-atriz pornô, apoiou o apelo de Crews para cortar o financiamento do Pornhub, que ela disse este mês que está “lucrando com estupro e tortura”.

É difícil provar o quão problemático é o Pornhub. No ano passado, policiais encontraram 60 vídeos explícitos no site de uma adolescente desaparecida. E, de acordo com uma acusação federal, o produtor de Girls Do Porn, Michael Pratt, coagiu 22 jovens a realizar atos sexuais para vídeos que elas nunca sabiam que acabariam sendo enviados para o site de pornografia. Pratt, que ainda é um fugitivo procurado pela polícia dos EUA e foi para a Nova Zelândia, também é culpado por produzir pornografia infantil e tráfico sexual de menores. Muitos de seus vídeos ainda podem ser encontrados no Pornhub até hoje.

Embora ele tenha detratores, houve outros usuários do Twitter expressando apoio à investida de Crews contra o Pornhub. Um entrevistado escreveu: “Amém, irmão. Estou com você “, acrescentando,” os sites de pornografia são perigosos [porque] mantêm as pessoas em séria escravidão ao pecado “.

Quanto ao motivo pelo qual essa petição em particular atraiu tanta atenção, Mickelwait acredita que isso se deve em parte ao fato de as pessoas “estarem realmente realmente percebendo o que é o tráfico humano e a maneira como as pessoas estão sendo exploradas”.

Ela continuou dizendo que o motivo pelo qual pessoas como a estrela de “Todo Mundo Odeia o Chris” se pronunciaram contra a extensa biblioteca de conteúdo ilícito do Pornhub é porque, quando descobrem os horrores do que está acontecendo no site, sentem-se “obrigados a fazer algo” sobre isso.

“Então, acho que o que está acontecendo é que a mensagem está avançando o suficiente para atingir todas essas pessoas influentes e, uma vez que ouvem sobre isso, são realmente obrigadas a usar suas plataformas para contar aos outros”, explicou Mickelwait. “Acho que é isso o que está acontecendo e, esperançosamente, com o passar do tempo, alcançaremos mais e mais influenciadores e cidadãos comuns, porque são realmente esses dois grupos de pessoas que farão a diferença”.

Hipocrisia

Enquanto protestos e tumultos continuavam após o assassinato de George Floyd por um ex-policial de Minneapolis, Pornhub pulou na onda, emitindo uma declaração em apoio ao movimento ‘Black Lives Matter’ (‘Vidas Negras Importam’). O site de pornografia divulgou um comunicado, alegando que “é solidário aos que sofrem com o racismo e a injustiça social”, pedindo aos visitantes que doem para “organizações de direitos civis”.

Naturalmente, a plataforma foi repreendida por grupos anti-pornografia porque o site publicou um fluxo quase interminável de conteúdo racialmente nojento. Aqui estão alguns exemplos disso:

“Se você for ao Pornhub, eles não estão apenas lucrando com a exploração, o estupro e o tráfico de mulheres e crianças, mas também com o racismo extremo, e eu quero dizer extremo”, disse Mickelwait, observando que existem muitos exemplos de vídeos “erotizando” a violência contra pessoas negras.

No entanto, o site grotesco continua arrecadando milhões e milhões de dólares. De acordo com Mickelwait, o Pornhub hospeda cerca de seis milhões de vídeos por ano que, somados, geram mais de 40 milhões de visitantes, gerando uma receita gigantesca.

Crews, que é cristão e se descreve em suas redes sociais como um “servo do Senhor e salvador Jesus Cristo”, tornou-se uma espécie de pária nas mídias sociais, provocando a ira de Don Lemon, da CNN, além de inúmeros ativistas do ‘Black Lives Matter’ que o chamam repetidamente de “inútil” – entre outras coisas – por alertar sobre a campanha do movimento ter se transformado na promoção de uma ideologia pela supremacia racial.

O ator e apresentador de reality show tem sido ridicularizado por seu alerta, embora pareça estar falando a verdae. Nesta semana, o artista Nick Cannon disse que os brancos, que têm menos melanina na pele do que os negros, estão “mais próximos dos animais” e são “os verdadeiros selvagens” que estão “agindo por deficiência, de modo que a única maneira de agir é contra isso é promovendo o mal”.

Fonte: Faith Wire

- Advertisment -

Popular

Pastor relata caos após explosão em Beirute: “Vamos orar e trabalhar pelos que sofrem”

Desesperado após as explosões, o pastor Said Deeb declarou que em Beirute "Parece Hiroshima". Em poucos minutos,...

Cerca de 1000 cristãos suíços oram ao ar livre: “Queremos voltar à Palavra de Deus”

Cerca de 1000 cristãos de toda a Suíça se reuniram ao ar livre em Brugg (Aargau) em 1º de agosto...

Policiais se unem à população para clamar a Deus nas ruas do Equador

As ruas de Quito, no Equador, foram tomadas por policiais ajoelhados em oração. A vizinhança também se juntou a eles...

Clóvis Pinho participa da live “A Rocha”

Cantor fala da sua participação e ainda adianta novidades da carreira A antiga pedreira de Jaguariúna, região...